terça-feira, 28 de fevereiro de 2017

Vivendo a crise hídrica


A propósito da crise hídrica e do tema geral de estudos no primeiro bimestre, que é a água, os alunos do CEF 02 de Riacho Fundo II, onde também estou trabalhando, motivaram-se para elaborar cartazes criativos, que foram afixados em sala de aula.
O DF sofre uma grave crise de abastecimento de água, embora as chuvas tenham-se intensificado no mês de fevereiro.
Para solucionar o problema, foi instituído um rodízio ou racionamento, primeiro nas regiões abastecidas pelo reservatório do Descoberto e agora também nas regiões servidas pelo reservatório de Santa Maria.
Hoje o nível dos reservatórios é de 40,41% da capacidade no reservatório do Descoberto, nível que se elevou de 19% para o atual com o racionamento e de 46,50% da capacidade no reservatório de Santa Maria, cujo nível era de 41% em janeiro. Inicialmente houve apenas uma diminuição de pressão na área central de Brasília, abastecida por este último reservatório. A intenção é a de que a reserva de água aumente, de forma que o DF possa ser abastecido de água na época sem chuvas, provavelmente a partir de abril.
Vejam os cartazes.






Nenhum comentário:

Postar um comentário

Apreciarei muito seu comentário.