quinta-feira, 24 de abril de 2014

Hífen

Forno de micro-ondas

Há várias regras que orientam o uso ou não de hífen na ortografia. Encontrei esta semana na internet uma síntese das regras que facilita bastante o uso do hífen.
As regras que sintetizam todas as existentes atualmente sobre o hífen são as seguintes, observando a última vogal ou consoante do primeiro elemento formador da palavra e a primeira vogal ou consoante do segundo elemento.

1 - Quando houver vogais iguais ou consoantes iguais, usar hífen. 
Exemplos: micro-ondas, super-romântico.

2 - Quando houver vogais diferentes ou consoantes diferentes, não usar hífen.
Exemplos: autoescola, hipermercado.

3 - Quando houver uma consoante e uma vogal ou vice-versa, juntar e não usar hífen.
Exemplos: seminovo, superinteressante.

4 - Se o segundo elemento iniciar por r ou s e o primeiro terminar em vogal, dobrar o r ou s.
Exemplo: minissaia.

Com base nessas regras, justifique o uso ou não de hífen em
contrarregra, super-requintado, semiaberto, semiárido.