segunda-feira, 28 de fevereiro de 2011

Um selinho!

Prezados leitores,


na comunidade dos blogueiros, há algumas gentilezas. Uma delas é conferir selos para outros blogs, como prova de reconhecimento e carinho.
Tenho outro blog que já ganhou alguns selinhos. Mas este, o Sala de Português, recebe pela primeira vez um selinho,  o selo abaixo, "Este blog faz a diferença", que recebi da minha amiga Cida, do  Compartilhando bênção (http://compartilhandobencao.blogspot.com).


O blog da minha amiga, assim como meu blog  Viver (www.celinasilvapereira.blogspot.com) comentam o dia a dia com reflexões de cunho religioso.
Vou colar o selinho ao lado,  e brevemente vou compartilhá-lo com outros professores que usem esta forma de comunicação.
Muito obrigada mais uma vez, professora Cida Kuntze.


domingo, 13 de fevereiro de 2011

Estudar Português por quê?

Na primeira aula do ano, questionamos por que estudar Português, já que todos nós nos comunicamos perfeitamente em nossa língua materna.
Vimos o conceito de adequação linguística;  estudamos o padrão culto da língua portuguesa porque em situações formais é necessário dominar esse padrão, sem o que estaremos à margem das melhores oportunidades profissionais, à margem da vida escolar, à margem das melhores universidades, à margem das leituras dos bons autores da língua.
A autora do artigo que vamos ler a seguir, Elaine Cristina Carvalho Duarte, é mestre em literatura pela Universidade de Brasília, residindo atualmente na Noruega. Leiamos alguns fragmentos do texto:
"Usar a língua é como usar roupas, tudo é permitido desde que sejam respeitadas as convenções necessárias. (...)
Cada comunidade tem sua própria forma de se expressar. Se pensarmos em nível nacional, cada região do país tem sua maneira de usar a língua. Um gaúcho fala diferente do mineiro, que fala diferente do paulista, que fala diferente do pernambucano, e assim por diante. A essas diferenças chamamos variantes linguísticas. Não há uma variante melhor que a outra, todas são igualmente importantes e representativas da cultura das comunidades que as falam. (...)
Com a língua escrita a coisa não é muito diferente. Temos os vários ambientes de escrita e cada um deles é diferente do outro. Um texto júrídico é diferente de um texto acadêmico, que é diferente de um bilhete, que é diferente de um bate-papo no MSN e assim por diante. Portanto, tanto na língua falada, como na escrita, devemos respeitar algumas convenções."
Assim, queridos alunos, há hora para usar a liberdade que a internet possibilita nos bate-papos do messenger, mas há hora para a correção ortográfica e de pontuação que a norma culta da língua exige.
Vamos estudar Português para dominar a norma culta. Quando for necessário, todos estarão aptos a utilizá-la. E logo teremos ex-alunos do CEM3 em vários setores da sociedade, com muito êxito em sua vida profissional e pessoal.
Para lembrarem, vejam minha foto no casamento do meu filho e  uma outra foto na praia. Roupa social, roupa esportiva e até pés descalços. Cada padrão no seu tempo certo.



quarta-feira, 2 de fevereiro de 2011

Continuando

No dia 31 de dezembro do ano passado eu escrevi no meu outro blog:
"Nós contamos o tempo em anos, que se desenrolam em trezentos e sessenta e cinco dias, ao final dos quais ficamos felizes porque se inicia um novo ciclo.


Amanhã, é continuação da história, num novo capítulo. Fico feliz porque teremos um novo capítulo para viver, poderemos viver novas experiências. Regozijo-me porque teremos oportunidade de revisar as experiências passadas e corrigir o que não foi bom nas novas experiências do próximo capítulo.


Que todos nós que lemos esta página tenhamos um capítulo novo em nossas vidas, que convivamos melhor com os nossos filhos, com os nossos cônjuges, que ofereçamos mais carinho a nossos pais, a nossos irmãos, que revisemos também nossa experiência cristã.


Com amor, vamos virar a página."

Isso é verdade também para o ano escolar.
Vamos iniciar um belo capítulo novo, com muito amor.
E desejo também muito sucesso a todos nós.