segunda-feira, 8 de junho de 2015

Hiperônimos e hipônimos

Na introdução à semântica (parte da gramática ligada à significação das palavras), podemos estudar o que são hiperônimos e hipônimos. Os hiperônimos têm sentido mais genérico: remédios, por exemplo. Os hipônimos têm um sentido mais restrito e específico. Novalgina, por exemplo.
Nesse caso, remédios e Novalgina pertencem ao mesmo campo semântico, que é outro conceito estudado. Campo semântico é aquela área semântica em que há relações de significação entre as palavras. Esses dois vocábulos citados pertencem ao campo semântico ligado à medicação. Se mencionarmos um conjunto de palavras como antibióticos, pomadas para alergia, colírios, remédios naturais, fica bem claro que todas pertencem ao mesmo campo semântico.
Frequentemente, nos exames, há questões que visam a compreensão do que são hipônimos, hiperônimos e
campo semântico. Muitas delas listam conjuntos de palavras, para que se identifique aquela que está fora do campo semântico ou o conjunto que  apresenta alguma palavra que se encontra deslocada no conjunto.
Teste sua compreensão sobre o assunto com as questões seguintes:

1 - Assinale o conjunto que apresenta uma palavra que não se harmoniza com as demais, do ponto de vista semântico.

 (    ) A - Mesa, sofá, cadeira, poltrona, cama, armário.
 (    ) B - Escada, pilotis, apartamento, interfone, árvore.
 (    ) C - Geladeira, mesa auxiliar, fogão, armário para louça.
 (    ) D -  Piso, telhado, parede, janela, porta.


2 - Assinale o conjunto que apresenta hipônimos e o  hiperônimo correspondente.

(    ) A - Avon, Natura, Mary Kay, marcas de cosméticos.
(    ) B - Chevrolet, Ford, Volkswagen, Renault.
(    ) C - periquito, sabiá, pomba, tico-tico, mamíferos.
(    ) D  - cachorro, gato, coelho, tigre.


3 - Crie um conjunto de palavras correspondente ao hiperônimo coisa.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Apreciarei muito seu comentário.