Elementos do texto narrativo

Elementos do texto narrativo

TEMPO: O intervalo de tempo em que o(s) fato(s) ocorre(m). Pode ser um tempo cronológico, ou seja, um tempo especificado durante o texto, ou um tempo psicológico, onde você sabe que existe um intervalo em que as ações ocorreram, mas não se consegue distingui-lo.


ESPAÇO: O espaço é imprescindível, e deve ser esclarecido logo no início da narrativa, pois assim o leitor poderá localizar a ação e imaginá-la com maior facilidade.


ENREDO: É o fato em si. Aquilo que ocorreu e que está sendo narrado. Deve ter um começo, um meio e um fim.

PERSONAGENS: São os indivíduos que participaram do acontecimento e que estão sendo citados pelo narrador. Há sempre um núcleo principal da narrativa que gira em torno de um ou dois personagens, chamados de personagens centrais ou principais (protagonistas).


NARRADOR: É quem conta o fato. Pode ser em primeira pessoa, o qual por participar da história é chamado narrador-personagem, ou em terceira pessoa, o qual não participa dos fatos, e é denominado narrador-observador.


E alguns elementos que ajudam na construção do enredo:
INTRODUÇÃO: A introdução deve conter informações já citadas acima, como o tempo, o espaço, o enredo e as personagens.

TRAMA: Nessa fase você vai relatar o fato propriamente dito, acrescentando somente os detalhes relevantes para a boa compreensão da narrativa. A montagem desses fatos deve levar a um mistério, que se desvendará no clímax.

CLÍMAX: O clímax é o momento chave da narrativa, deve ser um trecho dinâmico e emocionante, onde os fatos se encaixam para chegar ao desenlace.
DESENLACE: O desenlace é a conclusão da narração, onde tudo que ficou pendente durante o desenvolvimento do texto é explicado, e o “quebra-cabeça”, que deve ser a história, é montado.

Atividade




Em relação ao conto infantil Cinderela, destaque:
Personagem principal
Personagens secundárias
Clímax do enredo
Desenlace


Leia esta  história de príncipe e princesa, que publiquei no blog Histórias em 77 palavras, da escritora Margarida da Fonseca Santos:


Conto de príncipes

Todos os fins de semana, príncipe e princesa se viam na capela e planejavam passear juntos. Mas a princesa Sabrina não obtinha autorização. Vivia num castelo perto do lago, com o rei e a rainha, que eram rigorosos com a filha.
Chegava um dia a carruagem para buscar a princesa; o príncipe não se conteve. Segurou os cavalos. Rei e rainha espiaram. O príncipe falou e, após uma atônita confabulação real, ouviu-se: – Mas voltem antes das dez!

Celina Silva Pereira, 65 anos, Brasília, Brasil

Desafio nº 105 – frase de Einstein



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Apreciarei muito seu comentário.